Vamos dar o primeiro passo no seu planejamento financeiro!

Por Paulo Braga, capitão (e sócio 😊) do time de Planejamento Financeiro.


Hoje em dia qualquer profissional é obrigado a fazer a sua gestão financeira, o que não significa que seja boa, mas é sim, necessária. O segredo está em fazer uma gestão ativa dos seus recebimentos, ou seja, que seja consciente das opções que o mercado oferece e, a partir disso, tomar suas decisões baseadas nos seus objetivos.


Esse texto foi produzido com o objetivo de introduzir alguns conceitos básicos importantes para auxiliar, com a planilha que desenvolvemos, o seu próprio planejamento financeiro que atenda aos seus interesses. Afinal, não existe planejamento certo ou errado, existe aquele que é mais interessante para você.


Planejamento e Gestão

Antes de mais nada é muito importante definirmos os conceitos de planejamento e de gestão, para que saibamos a diferença entre eles, conforme abaixo:

  • Planejamento

Segundo o dicionário Aurélio, planejamento é o ato ou efeito de planejar. É o processo que leva ao estabelecimento de um conjunto coordenado de ações, visando à consecução de determinados objetivos. Planejar é elaborar um roteiro de ações para se atingir um determinado fim.

  • Gestão

Do latim: gestione; o conceito de gestão refere-se à ação e ao efeito de gerir ou de administrar. Gerir consiste em realizar diligências que conduzem à realização de um negócio ou de um desejo qualquer. No novo Dicionário Aurélio gestão significa: ato de gerir; gerência, administração.

Como podemos ver através das definições, o planejamento deve ser uma ação anterior à gestão, isto é, se planejar para atingir determinado objetivo financeiro exigirá gestão sobre os seus investimentos, que também é um conceito essencial para se planejar e gerir nossas finanças.


É muito importante para dar o primeiro passo e fazer o primeiro investimento ter disciplina e dedicação para investir todos os meses. Podem ser quantias pequenas que cabem no seu orçamento de R$ 10,00, R$ 30,00 ou R$ 100,00 – mas o importante é se planejar para fazer esses investimentos.

Economicamente, investimento é a aplicação do seu dinheiro com a expectativa de receber um valor maior no futuro. Ou seja, se você colocou R$1.000,00 em determinado fundo e, depois de quatro anos, seu dinheiro rendeu (chegou a R$1.500,00, por exemplo), isso é um investimento. E é um investimento porque você aplicou R$1.000,00 e ganhou R$500,00, resultando em R$1.500,00 no total.


Nessa perspectiva, investimento então pode ser qualquer coisa em que você possa aplicar o seu dinheiro para ganhar mais no futuro. Alguns exemplos mais comuns são imóveis. Muita gente compra uma casa ou um apartamento não para morar, mas para alugar e “viver de aluguel”. Com certeza você já ouviu essa frase “viver de aluguel”, né? Significa que o dono do imóvel vive (ou se sustenta) com base nos rendimentos que recebe deste imóvel. Outro exemplo pode ser comprar uma obra de arte para ser vendida depois de alguns anos na esperança de vender por um valor superior. É também uma forma de investimento.


Outros exemplos são os investimentos financeiros. Ou seja: aplicações que você faz em um produto de um banco ou de uma financeira. Nesse caso, alguns exemplos são os famosos CDBs, as LCIs e LCAs, LCs, RDBs e muitos outros. Nessa situação, o seu dinheiro não vai para um objeto ou um bem como um imóvel, ou uma obra de arte, mas para um produto de uma instituição financeira. Mas esses serão temas para nosso próximos conteúdos, em que explicaremos um pouco mais a fundo.


Como mencionado acima, é importante, para o planejamento, que seus objetivos sejam definidos para o fazer o seu próprio planejamento. Tais objetivos terão influência na gestão do seu dinheiro, já que você terá que responder perguntas: “Quanto vou investir? Onde vou investir? Há chances de precisar desse valor imediatamente?”, entre muitas outras.


Outro fator importante para o investimento financeiro a ser considerado é o tempo, ou seja, é importante fazer uma previsão de necessidade desse capital: precisarei dele no curto, médio ou longo prazo? A resposta dessa pergunta vai ser importante para avançar com o seu planejamento e definir estratégias, mas isso também falaremos nos próximos conteúdos da Soul Brasil.


Com essa pequena introdução ao planejamento financeiro, como material complementar da planilha de Planejamento e Gestão que a Soul Brasil oferece, já estamos preparados para utilizá-la da melhor maneira possível. Nela é possível visualizar e programar todas os seus recebimentos e gastos, o que facilita saber o quanto será possível investir.


Até mais!

Dúvidas? Entre em contato com o nosso time:

contato@soulbrasil.co

© 2020 SOUL BRASIL ESPORTES | Plataforma esportiva de auto-gestão e desenvolvimento de atletas.