Atleta não estuda?

Por Ricardo Torrado, Capitão do time Apoio Pedagógico.


Caro(a) atleta!!

É com imenso orgulho que contarei a você um pouco da minha história na área esportiva e educacional. Espero que goste e que sirva de inspiração! Desde criança sempre gostei de esportes. Pratiquei natação, voleibol, basquetebol, atletismo e, obviamente, futebol.


Tive a oportunidade de, quando jovem, estudar em uma escola que ficava dentro de um clube. A Escola Tietê e o Clube Regatas Tietê, localizados na Zona Norte de São Paulo. Hoje, nem a escola e nem o clube existem mais, dando lugar ao Centro Esportivo Tietê, gerenciado pela prefeitura paulistana.


A Escola Tietê utilizava as dependências do Clube Regatas Tietê para suas aulas de Educação Física e, por sua vez, o Clube Regatas Tietê utilizava as dependências da Escola Tietê para suas atividades culturais e educacionais. Clube e Escola, esporte e educação, trilhavam o mesmo caminho, o mesmo espaço físico e de tempo. Esta relação é a ideal. Eu e muitos colegas éramos alunos da escola e atletas do clube. Portanto, desde muito cedo tenho a educação e o esporte como pilares no meu desenvolvimento pessoal e profissional.


Com boa habilidade esportiva, tentei ser atleta profissional de futebol. Tal objetivo não se concretizou e decidi então dedicar-me aos estudos com o intuito de ingressar futuramente na área esportiva/educacional, visto a minha familiaridade com o assunto.


Em 2002 iniciei uma graduação em Administração Desportiva, como atleta bolsista na UniSantanna de São Paulo-SP. Isto é, meu talento esportivo me proporcionou uma bolsa de estudos. Em 2006 me formei no curso de Gestão Desportiva e de Lazer na Faculdade Drummond, também da capital paulista. Nesta época, eu já estava trabalhando na Coordenação de Esportes da própria instituição, organização educacional esta que apoia o esporte escolar/universitário e possui parcerias educacionais com clubes. Passado o tempo, concluí algumas especializações e extensões universitárias, tornando-me em 2009 professor universitário e, posteriormente, coordenador de cursos superiores esportivos.


Essa minha experiência me colocou no caminho de muitos alunos/atletas. Conheci jovens, sonhadores e sonhadoras, que viam no esporte a única porta para o sucesso profissional e ascensão social. Muitos, em nome do sonho de ser atleta, abriam mão de muitas coisas importantes, entre elas, a escola, o estudo, a educação.

Atleta não estuda?

Diante de alguns dados alarmantes sobre evasão escolar de alunos/atletas, em 2013 ingressei em um Programa de Mestrado em Educação com o objetivo de identificar os motivos que levam o atleta a abandonar os estudos.


Após dois anos de pesquisa, levantamento e entrevistas, a dissertação com o título de "Atleta não Estuda?" enfim revelava que o cansaço físico e mental, ocasionado pelo deslocamento diário entre escola, clube e residência, somado ao elevado custo que isso proporcionava no limitado orçamento financeiro do atleta, eram os principais motivos para a tal evasão escolar. Assim, desconstruí o pré-conceito de que o atleta não gosta, não quer ou não precisa estudar. Ele apenas poderia não ter condições para isso.


Nesta época percebo a real necessidade de intervir no problema. Começa a surgir então à ideia de desenvolver um projeto educacional para atletas.

Movimento Educatleta

Em 2015 tomo a decisão de me dedicar única e exclusivamente ao projeto educacional para atletas que, posteriormente, levaria o nome de MOVIMENTO EDUCATLETA, se tornando uma micro empresa prestadora de serviços de capacitação e treinamento profissional.


Em linhas gerais, o Movimento Educatleta tem por objetivo educar e orientar atletas, para que estes possam se desenvolver integralmente, isto é, físico, social, emocional e intelectual. Por meio de eventos, palestras, cursos livres e programas educacionais, somado ao envolvimento de inúmeros profissionais da área educacional e esportiva, o movimento começa a ganhar corpo. Em 2016, o Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo preocupado com a carreira, e principalmente, com o pós-carreira dos atletas profissionais, decide investir em um exclusivo programa educacional: o Programa Educatleta “Orgulho de Ser Atleta”, tendo o Movimento Educatleta como gestor do programa.


Atualmente mais de 1.000 (mil) alunos(as)/atletas estão cadastrados no citado Programa Educacional que é oferecido gratuitamente através de uma plataforma de ensino à distância (EAD). Também, foi desenvolvido um aplicativo educacional para que os atletas pudessem acessar informações, orientações, notícias e conteúdos alinhados com a plataforma educacional e com as diretrizes curriculares do ensino fundamental II e médio, enriquecendo o entendimento sobre diversos assuntos, tais como cultura, higiene, meio ambiente e trabalho.


Em 2017 a prestigiada Escola Técnica de Esportes (Centro Paula Souza) e o Movimento Educatleta assinam um convênio educacional para a realização de um evento anual chamado “Atletas que aprendem, também ensinam” onde os alunos da citada instituição participam voluntariamente de todo o planejamento, organização, execução e avaliação da atividade. Tal evento reúne atletas, ex-atletas e profissionais que atuam na formação de atletas para apresentarem seus trabalhos e estudos sobre a importância da educação no âmbito esportivo.


E agora eu, prof. Me. Ricardo Torrado, estou aqui, com a Soul Brasil Esportes. No caminho que sempre acreditei: o da educação com o esporte e do esporte com a educação. E de uma maneira muito significativa, com contribuições educacionais.

Após muitos anos de estudo e trabalho posso assegurar que um atleta mais educado e melhor orientado, é um profissional competente e um cidadão consciente.

Portanto, aproveite esta oportunidade aluno(a)/atleta. Desfrute dos conhecimentos. A educação é direito de todos nós e a base de tudo.


Insigths Educacionais para você, atleta.

· “Jamais subestime a sua inteligência”

· “Para ser uma pessoa interessante, seja uma pessoa interessada”

· ““Tudo é possível desde que você dedique seu tempo, seu corpo e sua mente” – Michael Phelps, nadador.

· “O esporte deve ser aliado da educação, e não concorrente”.

Dúvidas? Entre em contato com o nosso time:

contato@soulbrasil.co

© 2020 SOUL BRASIL ESPORTES | Plataforma esportiva de auto-gestão e desenvolvimento de atletas.